Ir para o conteúdo

Prefeitura da Estância Turística de Olímpia-SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura da Estância Turística de Olímpia-SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
SET
05
05 SET 2017
FINANÇAS
Prefeito e secretária de Finanças apresentam orçamento municipal de 2018
enviar para um amigo
receba notícias

Concluídas as discussões a respeito do Planejamento Orçamentário da Estância Turística de Olímpia, o prefeito Fernando Cunha e a secretária de Finanças, Mary Brito, apresentaram, na tarde dessa segunda-feira (04), um resumo sobre a LOA 2018 (Lei Orçamentária Anual). A reunião foi realizada no Gabinete Executivo com a presença da imprensa.

O encontro teve como objetivo expor a proposta da LOA que foi protocolada na Câmara de Vereadores, no último dia 31 de agosto, juntamente com o PPA (Plano Plurianual 2018-2021) e a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) 2018. Os documentos devem ser analisados e aprovados pelos vereadores até o fim do ano. No mês passado, uma Audiência Pública foi realizada para discutir o que estava sendo preparado para o orçamento com a participação e contribuição da sociedade civil.

Durante a apresentação dessa segunda, foram elencadas algumas alterações praticadas para elaboração da LOA, com o intuito de organizar as despesas e aplicações da Prefeitura. Entre as mudanças está a transferência da folha de pagamento das secretarias para a de Administração, com exceção da Saúde, Educação e Assistência Social, que continuam com os valores contemplados em seu orçamento. Além disso, o repasse ao Corpo de Bombeiros e outras despesas deixaram de ser de responsabilidade do Gabinete e foram realocadas na secretaria de Governo. Por outro lado, despesas como uniformes e merenda saíram do Governo e foram para Educação.

Outra alteração foi a transferência das despesas com equipamentos e consumo (materiais) para a secretaria de Administração, exceto para as secretarias de Educação, Saúde e Assistência. A proposta também considerou a previsão de repasses já consolidados de fontes da União, Governo Estadual e Empréstimos às secretarias, por meio da divisão de Captação de Recursos.

Durante a reunião, a secretária de Finanças apresentou os valores aprovados pela LOA 2017, os recursos que já foram empenhados este ano (até 31/08/2017) e a proposta para a LOA 2018. Os dados explicitam que os valores investidos estão abaixo do que foi previsto no orçamento e, por isso, foi feita a reorganização das despesas e receitas tornar mais efetiva a administração dos recursos públicos.

Dessa forma, o orçamento consolidado total para 2018 é de R$ 226.462.185,01, sendo R$ 5.905.000,00 para a Câmara Municipal, R$ 187.177.185,01 para a Prefeitura, R$ 18.625.000,00 para a Daemo Ambiental e R$ 14.755.000,00 para o Instituto de Previdência - Olímpia Prev.

Segundo a proposta, com as considerações, a maior previsão de orçamento é para as secretarias de Educação (aproximadamente R$ 57,4 milhões); Saúde (cerca de R$ 39,5 milhões); Administração (R$ 33 milhões) e Obras (R$ 27 milhões). O projeto contemplou a previsão da inflação em 4% e de 1% do PIB, sem considerar as arrecadações com impostos como ISS e ICMS e outros recursos que podem ampliar os investimentos do município.

De acordo com o prefeito Fernando Cunha, o orçamento foi preparado de forma mais realista e transparente, procurando colocar os números exatos de cada secretaria, mas o empenho será para que os recursos sejam maiores do que o esperado.

“Em termos de receita, nós colocamos números realistas, mas vamos lutar para conseguir coisas melhores. Particularmente na área de investimentos, nós temos a expectativa de, depois de um ano de trabalho, começar as colher os frutos em Brasília e em São Paulo, e também 2018 deve ser um ano melhor que este ano, mas nós não lançamos a expectativa. De qualquer forma, é um orçamento equilibrado, com o qual a Prefeitura não vai ter endividamento, muito pelo contrário. Eu acho que é um orçamento que vai permitir fazer uma administração boa para a cidade naqueles pontos delicados que a gente sabe que são a saúde e a segurança”, analisa o prefeito. 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia