Ir para o conteúdo

Prefeitura da Estância Turística de Olímpia-SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura da Estância Turística de Olímpia-SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Flickr
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
DEZ
16
16 DEZ 2021
CULTURA
Estação Cultural de Olímpia resgata a história e é inaugurada com três grandes exposições de artes gratuitas
enviar para um amigo
receba notícias
A Estância Turística de Olímpia acaba de inaugurar mais um marco de resgate da história da cidade, a ECO – Estação Cultural de Olímpia. O novo atrativo cultural e turístico do município foi implantado no prédio da antiga Estação Ferroviária, que foi restaurado para recuperar e conservar as técnicas construtivas e características originais do imóvel.

A cerimônia de inauguração foi realizada na noite dessa quarta-feira (15), com o ato oficial e a abertura de três grandes mostras de artes de artistas plásticos renomados, além de exposição de acervo de colecionadores, transformando o espaço em um complexo de valorização da histórica e fortalecimento do turismo e da cultura.

“Aqui era a antiga Estação Ferroviária, com dois grandes prédios, um era o terminal de passageiros, que transformamos numa grande galeria. O segundo prédio era um galpão onde ficavam as mercadorias que eram embarcadas nos vagões de carga e, agora, são duas galerias. Então, nós estamos entregando para Olímpia e para o nosso Brasil essa recuperação urbanística, que é uma nova atração da cidade como um ponto turístico, cultural, e nós teremos mostras culturais que serão trocadas a cada seis meses e, abrimos hoje com três mostras importantes, para que Olímpia seja uma referência de arte do nosso Brasil e eu espero que todos aproveitem este espaço”, declarou o prefeito Fernando Cunha.

A requalificação do complexo arquitetônico contou com cerca de R$ 2 milhões em recursos do Governo do Estado de São Paulo, por meio do DADETUR - Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos, além de contrapartida do município.

No ato, o secretário de Estado de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão, que representou o Governador João Doria, ressaltou a importância da obra e reforçou a parceria do Estado para projetos e ações futuras. “Temos aqui um trabalho magnífico de restauro de patrimônio histórico e essa é uma das atribuições, inclusive constitucionais do poder público, na área da cultura, que é justamente preservar, valorizar e promover o uso sustentável do patrimônio histórico e cultural do povo brasileiro. Nós estamos muito orgulhosos de termos contribuído com a realização deste trabalho de restauro e a viabilização dessas exposições, com recursos do Governo do Estado de SP, e contem com parcerias das instituições culturais do Estado para que vocês aqui tenham sempre, exposições relevantes, importantes, atraentes e interessantes como essas”, destacou.

A Estação Ferroviária de Olímpia, que era pertencente à antiga FEPASA, funcionou até o ano de 1968, com trens e vagões em operação, e foi desativada com o surgimento das rodovias. Dos anos de 1920 até final da década de 1960, a Locomotiva transportou em grande parte o café, que ajudou Olímpia a se desenvolver. O local ficou cerca de 15 anos sem uso e, em 2019, começou a passar por obras para a reativação como um centro cultural, com salas administrativas, sala receptiva, atividades para crianças, espaço para apresentações culturais, sala para exposições, entre outros, com destaque também para a conhecida “Maria Fumaça”, locomotiva que foi restaurada e realocada na nova estação.

O palco da cerimônia contou também com a presença do deputado federal, Geninho Zuliani, do presidente da Câmara, José Roberto Pimenta (Zé Kokão), dos secretários municipais envolvidos no projeto, Priscila Foresti (Turismo e Cultura) e Leandro Gallina (Obras) e do curador das exposições, Marcus Lontra. Prestigiaram o ato ainda vereadores e secretários municipais, equipe de montagem das mostras, artistas plásticos e autoridades convidadas, imprensa e sociedade civil.

AS EXPOSIÇÕES
A ECO é mais um atrativo que chega para somar ao quadro de ações institucionais da Prefeitura e, para marcar a inauguração do complexo cultural, foram abertas três grandes exposições de arte, com curadoria de Marcus Lontra, especialista e crítico de arte, com um currículo robusto de atuações em grandes exposições, no Brasil e no exterior.

A mais importante delas é o “O feminino em Flávio de Carvalho”, com 40 obras do artista, que foi um dos grandes nomes da geração modernista brasileira, inclusive com peças inéditas, entre desenhos, gravuras e pinturas nunca antes apresentadas ao público, que buscam acentuar a presença do feminino.

“A Cor Brasileira”, é outra mostra que traz 30 obras do mais importante pintor Naif brasileiro, José Antônio da Silva, sob a supervisão do professor Romildo Santana. A exposição ainda é composta por um grupo de pinturas de Edgar Calhado, amigo do artista e natural de Olímpia, promovendo um sensível diálogo artístico.

Por fim, “Arte: Várias Paisagens”, expõe uma grande mostra de arte contemporânea com 55 obras, reunindo artistas de várias gerações e vertentes artísticas, acentuando a diversidade estética do mundo atual. O evento também teve intervenções artísticas e a apresentação de um espetáculo do Grupo Lígia Aydar, de Rio Preto, que representou uma peça escrita por Flávio de Carvalho.

As exposições podem ser consideradas uma antecipação das comemorações dos 100 anos da Semana de Arte Moderna no Brasil, realizada em 1922, e estão abertas para visitação gratuita do público, de terça a domingo, das 15h às 21 horas. A ECO fica na Rua Coronel José de Medeiros, 477 – Patrimônio de São João Batista.


Seta
Versão do Sistema: 3.2.2 - 02/05/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia