Ir para o conteúdo

Prefeitura da Estância Turística de Olímpia-SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura da Estância Turística de Olímpia-SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
13
13 FEV 2017
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Reunião com APAE de São Paulo apresenta projeto para crianças e adolescentes deficientes
enviar para um amigo
receba notícias

A Estância Turística de Olímpia sediou, na quinta-feira (09), um encontro entre os profissionais da APAE de São Paulo e de outros 12 municípios para a apresentação do Projeto “Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes com Deficiência”. O encontro foi promovido pela APAE de São Paulo com apoio do Conselho Estadual dos Direitos das Crianças e Adolescentes – CANDECA, em parceria com a secretaria municipal de Assistência Social.

O Projeto “Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes com Deficiência” tem o intuito de fortalecer a proteção a este grupo, bem como enfrentar e promover a prevenção de situações de violências sofridas por esta população.

Segundo a articuladora da APAE de São Paulo, Darlene da Silva, o projeto, que é financiado pelo CONDECA, procura reunir órgãos que auxiliam crianças e adolescentes com deficiência. “Nesta reunião foi apresentado a importância de articular setores da sociedade para ajudarem estas pessoas. Um trabalho conjunto da saúde, assistência, cultura e de órgãos da justiça para estimular um melhor desenvolvimento destas pessoas”.

A secretária de Assistência Social, Cristina Reale, que representou o prefeito Fernando Cunha no encontro, acredita que um projeto faz criar uma rede de proteção e contribui para o aumento da qualidade de vida.

“Sabemos dos cuidados que as crianças e adolescentes com deficiência precisam receber e, com uma rede atuante e comunicativa, estas pessoas se desenvolvem pessoalmente e socialmente mais amparada pelas ações sociais”, salienta Cristina.

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia