Ir para o conteúdo

Prefeitura da Estância Turística de Olímpia-SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura da Estância Turística de Olímpia-SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
25
25 JAN 2024
SAÚDE
Saúde intensifica ações de controle da dengue e faz alerta sobre infestação de larvas do mosquito transmissor
enviar para um amigo
receba notícias
Atenta ao cenário crescente de casos de dengue em todo o Brasil, conforme monitoramento e alerta do Ministério da Saúde, a Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio da secretaria de Saúde, adotou novas estratégias para intensificar o combate e controlar a doença no município.

Para isso, o trabalho preventivo está sendo reforçado, uma vez que a principal ação contra a dengue é a eliminação de criadouros para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença.

Ocorre que, além da visitação rotineira durante o dia, a equipe de Controle de Endemias está realizando visitas diárias também após às 17h, para conseguir verificar os imóveis que ficam fechados ou que os moradores não são encontrados em horário comercial.

Com isso, os agentes conseguem fazer a busca ativa, eliminar recipientes que possam acumular água e deixam os imóveis limpos, podendo receber a nebulização costal. Outra nova iniciativa que tem sido adotada é a atuação aos sábados, que também tem contribuído com a ampliação da cobertura preventiva.

As medidas estão entre as ações definidas pelo Comitê da Dengue, composto por diversos órgãos e secretarias do município, que se reuniu no fim de dezembro já pensando no plano de controle da doença para 2024, principalmente, neste início de ano, quando a preocupação aumenta, tendo em vista o período de chuvas.

Vale ressaltar que as visitas preventivas são cotidianas, no entanto, quando há notificação de caso suspeito, é realizado o bloqueio nos arredores da residência e, quando o caso é confirmado, é feita ainda a nebulização costal. Importante informar que o setor faz a comunicação no bairro com carro de som e que os agentes estão devidamente identificados com uniformes e crachás do município. 

Segundo balanço do setor, mais de 12.300 visitas já foram realizadas somente neste mês de janeiro, com mais de 6 mil bloqueios e cerca de 5.300 nebulizações portáteis efetuadas. Desde o início do ano, 63 casos positivos foram confirmados em Olímpia, chamando a atenção para a proliferação da doença, considerando ainda o alto índice de infestação de larvas do mosquito, registrado com base na Avaliação de Densidade Larvária (ADL), feita por amostragem após a visitação dos imóveis.

Os índices são classificados pelo Ministério da Saúde, com base na Organização Mundial da Saúde (OMS), entre satisfatório (até 1%), alerta (acima de 1% até 3,9%) e risco (acima de 3,9%). Em Olímpia, a ADL de janeiro é de 1,2%, acendendo o estado de alerta para a infestação.

Entre os bairros com identificação de casos suspeitos e positivos, que já receberam ações de bloqueio de criadouros e/ou nebulização, neste mês, estão: Santa Ifigênia, Centro I e II, Tropical I e II, Vila Rizatti, Silva Melo, Thermas Park, Cisoto, Cecap, Jardim Luiza, Centenário, Vila Nova, São José, São Benedito, Parolin, Quinta da Colina, Cohab I, Cohab II, CDHU III, Jardim Paulista e Tênis Clube.   

OUTRAS AÇÕES         
Paralelamente à visita dos agentes, são realizados ainda os trabalhos de conscientização sobre os cuidados, sintomas e riscos da doença, com palestras em empresas, escolas, entidades e em locais de grande fluxo de pessoas, bem como participação em eventos e ações da Prefeitura, como o Projeto “Tenda Itinerante”, tudo para ampliar o acesso à informação e transformar as pessoas em multiplicadoras dos cuidados preventivos.

O município ainda promove a coleta quinzenal de pneus em borracharias da cidade, com o intuito de dar a destinação correta aos inservíveis e evitar acúmulo de água. Cerca de 8 toneladas de pneus são retiradas por coleta. No caso dos moradores, os pneus e outros recipientes e resíduos podem ser descartados no Ecoponto, que fica localizado na Rua Elzon Furlan, 151, no Distrito Industrial II (antiga Estrada Boiadeira), e funciona todos os dias, das 6h às 18h.

VACINA CONTRA A DENGUE
A aposta do Brasil para minimizar os riscos e casos da dengue é a vacina contra o vírus. O país é o primeiro no mundo a oferecer o imunizante na rede pública, no entanto, devido à baixa quantidade de doses disponíveis, o Ministério da Saúde definiu como prioridade a vacinação de pessoas de 10 a 14 anos por estarem entre o público com maior número de internações pela doença. Inicialmente, serão contemplados os municípios de grande porte (com mais de 100 mil habitantes) e que tenham classificação de alta transmissão de dengue do tipo 2. Qualquer atualização sobre a imunização em Olímpia será devidamente comunicada à população. 
Secretarias Vinculadas
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia